4 itens necessários para montar um stand

4 itens necessários para montar um stand

Em feiras e eventos, os expositores e o stand possui objetivos como conquistar novos clientes e conseguir novos contatos comerciais dentro da sua área, de modo a tornar o negócio mais competitivo.

Por conta disso, é preciso que eles estejam bem representados, atraindo os visitantes.

Para que isso seja possível, eles investem em stands bem elaborados. Estes espaços são os que representam o estabelecimento em uma feira ou evento.

Vale ressaltar que, eles não devem ser elaborados de forma amadora em hipótese alguma, já que a imagem do negócio ficará comprometida. Logo, é preciso planejá-lo.

Vai expor em uma feira ou evento, mas não sabe como contar com o stand ideal para representar a sua marca? Então confira a seguir, alguns itens imprescindíveis para elaborar este espaço:

Orçamento

Existem diversos tipos de stands no mercado. Alguns deles são:

  • Básico;

  • Especial;

  • Misto;

  • Cenográfico.

 

Cada um deles tem características – e, consequentemente, valores – diferentes. Via de regra, o básico é o mais em conta, tanto que costuma ser fornecido já pronto aos expositores pelos organizadores de feiras.

Já o cenográfico é feito do zero, de forma totalmente personalizada e, em alguns casos, temática. Por conta disso, ele também é o mais caro.

Desta maneira, antes de procurar por uma empresa de montagem de stands sp ou em qualquer outra localidade, é preciso definir qual é o valor que poderá ser gasto com a estrutura.

Isso definirá uma série de variáveis, desde o tamanho até os móveis que serão alugados para decorar o espaço.

Projeto

Assim como uma construção, os stands também têm projetos. No caso deles, o documento define aspectos como a sua estrutura e os elementos que serão usados para decorá-lo.

Consequentemente, não é possível fazer a montagem sem ele.

No caso de feiras nas quais a organização já oferece stands básicos as expositores, é preciso saber quais partes da estrutura ferro já estarão prontas.

Desta maneira, evita-se o custo com o aluguel de peças que já estão incluídas no pacote de inscrição da feira.

Da mesma maneira, caso a empresa opte por customizar o espaço que lhe foi destinado, é preciso verificar se os organizadores têm alguma norma ou limitação interna quanto aos stands.

Em algumas situações, pode ser que existam regras referente a extensão de fachadas, uso de recursos de iluminação, de audiovisual, entre outros. Assim, essa checagem evita uma potencial dor de cabeça na hora H.

Aprovação da organização do evento

Feiras podem levar meses para serem organizados. O motivo por trás disso é a necessidade de definir uma série de aspectos, desde o local onde a ocasião acontecerá até o espaço que será destinado ao banheiro móvel, passando pelo valor da inscrição que será cobrado dos participantes.

Nota-se, portanto, que sempre há um cuidado em assegurar que o evento será organizado e seguro.

Por conta disso, em alguns casos pode ser necessário enviar o projeto aos profissionais responsáveis por isso, pois eles farão uma avaliação baseada nos parâmetros estabelecidos pelos promotores e darão ou não o seu aval.

Barras para a estrutura

Em alguns casos, a customização de stands já prontos demanda uma estrutura adicional e mais robusta.

Quando isso for necessário, a melhor opção é usar os mesmos itens empregados na montagem original: o tubo quadrado de metal.

Leve e fácil de encontrar, ele faz com que a adaptação seja muito mais rápida e prática.

Outra boa notícia é que ele não tem que ser comprado, pois é possível alugá-lo junto a empresas especializadas.

Assim, o custo da personalização é reduzido drasticamente.

Aluguel de móveis

A ideia por trás de um stands bem elaborados é que eles atraiam quem passa por eles, de modo que a equipe contratada pela marca possa divulgá-la de uma maneira mais profissional e direcionada, conforme as demandas daquela pessoa em questão.

Por conta disso, além de uma estrutura robusta, é fundamental que eles contem com um ambiente aconchegante, atrativo e bem decorado.

Deste modo, é essencial que parte do orçamento seja destinado ao projeto decorativo do espaço, para itens como banners, revestimento do piso e até mesmo aluguel de móveis, como mesas, bancadas e cadeiras.

Caso haja alguma demonstração do produto ou serviço oferecido, também é preciso contar com mobiliário que dê suporte a isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *