8 dicas para controlar o acesso de pessoas ao seu evento

8 dicas para controlar o acesso de pessoas ao seu evento

Uma das questões importantes quando se pensa em um evento é a segurança. Medidas para a manutenção da ordem e segurança do público, e também dos funcionários, não podem ser negligenciadas de maneira nenhuma. Sendo assim, o controle de acesso é um fator crucial e não deve ser deixado de lado.

Na organização de um evento, é essencial cobrir o máximo de detalhes possíveis

Controle de acesso o que é isso afinal? A tendência hoje, é o aumento do emprego de medidas de segurança e de tecnologia, trabalhando em função do sistema de controle de acesso em lugares, como: bancos, estádios, clubes, casas de show, boates e outros tipos de lugares com grande fluxo de pessoas.

É comum ver detectores de metal, câmeras de vídeo, seguranças contratados, catracas, e outros tipos de métodos de controle. Mesmo que, às vezes, o intuito do método não seja impedir a entrada, mas sim, fazer um registro de quem esteve no local.

Esse tipo de forma de controle de acesso pode ser visto até em mercearias de bairro, que possuem sensores ou sinetas nas portas, gerando um som para avisar sempre que alguém entrar no estabelecimento.

Sabendo de suma importância, confira agora 8 dicas de como fazer o controle de acesso de pessoas de maneira eficiente no seu evento:

1. Uma boa equipe de segurança

Mesmo havendo vários métodos e controle, praticamente, nenhum deles dispensa um bom pessoal para cuidar da segurança e fiscalização.

A tecnologia pode ajudar a diminuir o número de funcionários necessário para que se controle entrada e saida de pessoas, mas não eliminar, totalmente.

É importante contar com uma boa equipe, devidamente treinada, preparada e equipada para resolver qualquer possível situação. Seja para fiscalizar, zelar, observar câmeras ou ficar na portaria, o funcionário tem que estar sempre atento e disposto a ajudar e informar o público, se necessário for.

Além de ferramentas, uma boa equipe é muito importante para qualquer evento

2. Contagem de pessoas

Realizar a contagem de pessoas que acessam o local, para registro, é uma boa forma de saber quem realmente esteve no local. Se no final, o número de pessoas que acessaram, for maior que o número esperado, talvez tenha ocorrido um problema de segurança.

3. Uso de crachás

O uso de crachás é uma boa solução para manter o controle de pessoas. Geralmente, os crachás são usados apenas para funcionários, mas podem ser usados para o público também, em feiras, por exemplo.

A obrigatoriedade do uso de crachás de identificação ajuda no sistema de controle de acesso de pessoas. Podem ser usados crachás genéricos de visitante, para identificar as pessoas que têm permissão de acesso, ou personalizados.

4. Pulseiras de identificação

Podem ser genéricas ou podem ser usadas em conjunto às etiquetas de identificação. Distribuir pulseiras na entrada, é uma maneira de controlar quem acessa as diversas áreas do evento.

A distinção de convidados e pessoal através de cores diferentes pode ajudar, e muito, a equipe de segurança, pois torna-se desnecessário fazer abordagens que poderiam até incomodar os convidados. Pulseiras com lacre autodestrutivo são úteis para garantir que não haja compartilhamento de pulseiras.

5. Catracas

Não é sempre a melhor maneira de se controlar a entrada, mas sem dúvida, para a maioria dos casos, elas são bem úteis. Podem ser incorporadas a sistemas de identificação para funcionar em conjunto com crachás, ou leitores de códigos de barras, por exemplo. Para eventos com público menor, pode ser usada a liberação manual por alguém da equipe de segurança.

6. Ingressos com canhoto

Talvez a ferramenta de controle mais usada. Os ingressos com canhoto podem ser alinhados com diversos outros tipos de controle. E além de contar o número de pessoas, pode ainda identificá-las.

7. Câmeras

Um monitoramento através de câmeras de vídeo é um ótimo jeito de se identificar pessoas suspeitas, e ter registro de todos que acessaram seu evento.

Um bom sistema de câmeras, pode identificar infratores e monitorar mais locais, com um número menor de funcionários. Sem mencionar que uma câmera pode registrar e capturar algo que passou despercebido por um segurança, sendo assim, uma boa aliada.

8. Software de identificação

Podem aparecer trabalhando em conjunto com outras medidas, de várias formas:

  • Aliados a leitores magnéticos;
  • Leitores de códigos de barras;
  • Funcionários;
  • Aplicativos de celular;
  • Câmeras de vigilância;
  • Sensores, entre outros.

Softwares de identificação têm sido amplamente utilizados, por permitirem um registro digital confiável. Alguns estádios de futebol utilizam software de controle de acesso por identificação facial em suas câmeras para reconhecer torcedores problemáticos que já foram fichados anteriormente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *