Como combater o estresse financeiro dos seus colaboradores?

Como combater o estresse financeiro dos seus colaboradores?

O estresse financeiro dos colaboradores é um grande problema para os negócios e pode ameaçar sua produtividade e engajamento na empresa. 

A preocupação financeira é uma das grandes preocupações das pessoas e é preciso olhar para esse tema dentro do trabalho para que ele não afete o dia a dia.

Para que as rotinas não sejam comprometidas graças ao estresse financeiro, cada vez mais as empresas investem na educação financeira e orientação para suas pessoas como parte essencial dos programas organizacionais.

Portanto, se sua empresa já pensou em como combater o estresse financeiro dos colaboradores, ajudaremos com as dicas essenciais para o seu negócio.

 

O estresse financeiro 

O estresse financeiro é um mal causado pela excessiva preocupação ou medo relacionado às finanças. 

Além das preocupações do dia a dia, esse problema pode causar sintomas mais intensos que refletem na saúde do indivíduo e em seu desempenho pessoal ou profissional.

O estresse é uma reação natural que surge quando as pessoas estão em situação de perigo e as colocam em alerta. 

É normal que todas as pessoas se sintam tensas e nervosas em momentos da vida, mas é preciso ter atenção quando esse estresse passa a ser difícil de controlar e causa transtornos emocionais e físicos.

Segundo uma pesquisa realizada em 2019 pela International Stress Management Association (ISMA-BR), no Brasil, 78% dos entrevistados sofrem com ansiedade e preocupação por incertezas financeiras.

Conforme a edição de 2019 da apuração anual da consultoria PwC sobre bem-estar financeiro dos servidores, 59% dos entrevistados apontam as questões que envolvem dinheiro como seu principal motivo de estresse no trabalho.

O estresse financeiro pode estar ligado ao medo de enfrentar instabilidades, como a perda de emprego e crises econômicas, à angústia de ser ver endividado e sem possibilidades de melhora no curto prazo, a dificuldades de realizar sonhos de consumo, entre outros.

De acordo com o Financial Health Institute o estresse financeiro é o resultado de eventos que podem levar a:

  • Ansiedade;
  • Preocupação;
  • Sensação de escassez;
  • Insônia;
  • Depressão;
  • Ansiedade extrema;
  • Taquicardia.

Todos esses sintomas físicos e mentais aumentam o que chamamos de absenteísmo, quando o funcionário falta com frequência ao trabalho.

Assim como, o presenteísmo, quando o colaborador até vai para o trabalho, mas fica sem foco em suas atividades devido as suas preocupações financeiras.

Combatendo o estresse financeiro no ambiente de trabalho

É importante que as empresas se engajem para combater o estresse financeiro, afinal, melhorar esses índices faz toda a diferença para os resultados dos negócios, produtividade, retenção de talentos e alta performance.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para que seu negócio possa tomar ações contra esse grande vilão.

 

1- Tenha ciência das necessidades dos colaboradores

O primeiro passo para entender como ajudar é saber o que se passa na vida dos seus colaboradores. 

Por isso, é importante ter pesquisas internas e mapear perfis para entender como está o nível de endividamento das pessoas, o conhecimento sobre finanças, o conhecimento em investimentos, a relação com o crédito e diversos outros temas.

Conhecer seus colaboradores é o primeiro passo para qualquer ação a ser tomada dentro do ambiente.

 

2- Dê treinamentos e forneça conhecimento

O estresse financeiro é muitas vezes causado pela falta de conhecimento das pessoas sobre finanças.

Afinal, muitas acham que esse é um tema distante e que não deve ser discutido e abordado.

Portanto, é interessante investir em palestras, cursos e treinamentos que façam com que o dinheiro, organização, investimentos, orçamento, planejamento e tantos outros temas sejam parte da vida das pessoas.

 

3- Ofereça bonanças compatíveis

Ao entender as necessidades de suas pessoas, a empresa pode observar melhor sobre seu plano de benefícios e passar a oferecer o que realmente faz sentido para o cenário que seus colaboradores enfrentam.

Adeque os benefícios para o que o seu público tem interesse e vá além de vale-refeição e transporte, por exemplo. 

Investir em vantagens como previdência privada, incentivo à saúde mental e física, espaço para crianças e outros podem ser grandes diferenciais e ajudar as pessoas em seus planejamentos financeiros mensais.

 

4- Tenha salários adequados e competitivos

Parece uma dica óbvia, mas muitas empresas não olham para o simples e não oferecem salários adequados e competitivos no mercado. 

Não basta ter bons benefícios, é preciso ter também um justo pagamento mensal.

Lembrando que o descontrole financeiro não está ligado apenas ao quanto ele ganha, mas é preciso que esse valor seja justo e adequado de acordo com o que ele realiza e tem grande impacto no estresse financeiro.

Sendo assim, reflita em como sua empresa tem olhado para o estresse financeiro dos colaboradores, e se está investindo em programas para que esse não seja um problema interno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *